Notícias



Os novos governadores que assumirem no próximo ano os Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, terão juntos, R$ 50 milhões em empréstimos autorizados ou contratado para investir no decorrer do mandato, de acordo com o jornal Valor Econômico.

O orçamento do Rio de Janeiro deverá ser de 7,7% maior em 2015 do que em 2014. Dessa forma, foi fixada receitas e despesas em R$ 89,3 bilhões em 2015. Afirma o secretário estadual de Planejamento e Gestão, Francisco Caldas. A arrecadação com ICMS está estimada em R$ 36,7 bilhões, aumento nominal de 9,6%. Já as receitas de royalties e participação especial serão de R$ 9 bilhões. Segundo o governo, os investimentos do Rio devem cair. A previsão é de queda de 17,5% em 2015 na comparação com este ano, passando de R$ 13,2 bilhões para R$10,9 bilhões. De 2011 até hoje, o governo do Rio contratou R$ 24,8 bilhões em financiamento.

Deste total foram desembolsados até setembro passado R$ 16,6 bilhões, restando outros R$ 8,2 bilhões. Segundo o secretário estadual de Fazenda, Ruy Barbosa, os recursos serão desembolsados até 2017. "O grosso dos gastos são com investimentos para a Olimpíada. Aí entram a criação da Linha 4 do metrô, programas de despoluição, compra de trens". Atualmente, o governo fluminense não pleiteia financiamento junto ao Tesouro Nacional, mas há a possibilidade de formalizar um pedido em 2015.

  • Adiados editais para obras de contenção
  • ABCE: Auditoria Ambiental



Facebook



 
00:00:02 Alterar a senha | , sair Valid XHTML 1.0 Transitional